27/09 - Dia Nacional da Doação de Órgãos marca importância dos transplantes 27/09 - Dia Nacional da Doação de Órgãos marca importância dos transplantes
Pró-Rim se destaca como referência em transplantes renais e alerta para a conscientização da doação de órgãos. Santa Catarina tem uma das menores listas de espera do país.

Anualmente, é comemorado o Dia Nacional de Doação de Órgãos, que tem como objetivo conscientizar cada vez mais a população sobre esse ato que pode salvar vidas. No Brasil, existem mais de 33 mil pessoas que aguardam pela doação de um órgão. O país ocupa o segundo lugar do mundo em número de transplantes, segundo a ABTO (Associação Brasileira de Transplante de Órgãos).

O Registro Brasileiro de Transplantes (RBT), da ABTO ressalta também que em 2017 houve um aumento de 4,5% em doações em relação ao ano anterior. Os estados brasileiros que se destacam na doação de órgãos são: Santa Catarina, Paraná, Distrito Federal e Rio Grande do Sul.

A Fundação Pró-Rim, localizada em Joinville (SC), está entre as instituições que mais realizam transplantes de rim, dentre os 82 centros do Brasil e é referência nacional neste setor. A instituição já realizou mais de 1.529 transplantes, em parceria com os hospitais locais, e é uma das poucas no ranking que não faz parte de complexo universitário e acompanha a média nacional de transplantes.

Santa Catarina foi classificada com melhor índice de doadores de múltiplos órgãos por milhão de população pelo Registro Brasileiro de Transplantes (RBT), da ABTO. O Estado alcançou a marca de 37 doadores pmp, taxa que confirma a liderança catarinense no ranking nacional.

Para quem aguarda a doação de um rim na Instituição, a média de espera por um novo órgão é de seis meses. Por esse motivo, a Pró-rim tem recebido crescentemente pacientes renais de todo o Brasil, sendo que destes os estados com o maior número de transplantes realizados estão Paraná, Tocantins, Mato Grosso, Amapá, São Paulo, Rio de Janeiro, Goiás e Minas Gerais.  Dos transplantes realizados pela equipe da Pró-Rim em 2016, mais de 90% foram de doadores falecidos.

“A doação de órgãos é um ato de generosidade. Ao doar um órgão, você permite que outras pessoas continuem a viver”, destaca a Dra. Luciane Deboni coordenadora de transplantes da Fundação Pró-Rim.

Conscientização

Apesar de o Brasil ter o maior índice de aprovação do mundo à doação de órgãos e ser considerado referência mundial em transplantes - só fica atrás dos Estados Unidos -, o número de doações efetivas ainda é baixo em relação ao número de pessoas que aguardam em lista. Isso se dá por causa da recusa das famílias em autorizar a doação. Principalmente, porque a família não fica sabendo do desejo do parente de doar os órgãos e salvar vidas. Segundo dados, a cada dez pessoas abordadas, quatro se negam a doar os órgãos de seus familiares. Este é um dado nacional preocupante para quem espera por uma chance de viver mais e com qualidade de vida

“Por isso é de extrema importância para ser doador de órgãos após a morte, avisar a família”, declara o presidente da Pró-Rim, Dr. Marcos Alexandre Vieira.
E completa. “Hoje, milhares de vidas dependem da consciência de familiares que perderam entes queridos. É importante ressaltar que para ser doador não precisa deixar nenhum documento expresso. Basta conversar com os familiares, manifestando esse desejo”, enfatiza o médico.





Sobre a Fundação Pró-Rim (www.prorim.org.br): Referência nacional no tratamento e no transplante de rins, a Fundação Pró-Rim é uma entidade filantrópica com 30 anos de atuação. Possui unidades de hemodiálise em Santa Catarina e Tocantins e atende pacientes renais crônicos de todo o Brasil. É pioneira nos transplantes renais em SC e sua equipe está entre as que mais realizam transplante no país. Já ultrapassou a marca de 1500 transplantes renais. Foi a primeira unidade de hemodiálise do Estado a receber o nível máximo de Qualidade da Organização Nacional de Acreditação (ONA – Nível 3). Recebeu o Prêmio Empreendedorismo Social pela Folha de S. Paulo e foi eleita pelo oitavo ano consecutivo pelo Guia Você SA como uma das 150 melhores empresas para se trabalhar no Brasil.







Contribua!
Diga SIM à vida
Saiba como ajudar a Fundação Pró-Rim a garantir um tratamento digno e eficiente aos pacientes renais.
Diga Sim! Faça sua contribuição
Pró Rim em números
Os números comprovam a excelência de nossos serviços e a busca constante pela qualidade.

  • Baixa taxa de mortalidade em hemodiálise (8%), comparada com outros países
  • 31 residentes formados desde 1995

  • Pacientes em CAPD (Diálise Peritoneal Ambulatorial Contínua): 80 em 2016 (64 em Santa Catarina e 16 em Tocantins).
  • Estamos em 2º lugar na realização dos transplantes renais em Santa Catarina.

 

Receba Novidades

Cadastro realizado!

Central de Atendimento

 
Unidade Joinville
Rua Xavier Arp, nº 15 Boa Vista
+55 (47) 3431-3800

Redes Sociais


Copyright 2014 - Fundação Pró Rim Mapa do site
 asdas